Belo monte: Um mundo onde tudo é possível

Degradação ambiental

Uma imensa inundação aconteceu no coração da Amazônia. No estado do Pará, uma grande área da floresta, e parte da cidade de Altamira, foram tomadas pelas águas. A gigante muralha de cimento da barragem de Belo Monte parou o curso do rio Xingu, e um canal de 20 quilômetros construído dentro da floresta desvia o curso do rio. Desviar o curso do rio permite o funcionamento das primeiras turbinas. A consagração de uma das obras mais polêmicas da história do Brasil. Uma barragem com a missão de produzir uma parte da energia que o país necessita, localizada na fronteira das maiores terras indígenas do planeta. Este filme retrata o combate entre David e Golias, e a crônica de uma morte anunciada sem intenção moralizadora. Ele segue o curso de um progresso aparentemente inelutável, onde os interesses nacionais e internacionais excedem demais os direitos de protagonistas diretamente atingidos pelo projeto. O roteiro se interessa no destino de vários personagens, onde a vida será impactada, para o bem ou para o mal, pela construção da barragem. Enquanto alguns encontrarão um trabalho que lhes ajudará a sair momentaneamente da miséria, outros vão presenciar seu modo de existência e sua visão de mundo serem radicalmente mutilados. Outros ainda irão à guerra por uma causa que não lhes prejudica diretamente. Todos estão na encruzilhada de suas existências. Diferentes mundos que se encontraram no Rio Xingu.

Direção

Alexandre Bouchet

Produção

​Marco Altberg

Brasil | 2017 | 70′ | Documentário

Público | Adulto

10-14 SET 2019

PROGRAMACÃO GRATUITA

LAGES - URUBICI - SÃO JOAQUIM